Caiaques

Dezenas de caiaques coloridos e tripulados por manequins flutuaram sobre as poluídas águas do rio Pinheiros, em São Paulo.

Milhares de pessoas cruzam diariamente as pontes e marginais da cidade, e a intenção era lembrá-las da existência de um espaço abandonado da metrópole. A intervenção recriava as atividades de remo promovidas pelos clubes paulistanos até a década de 1920.

Atualmente, o rio está completamente contaminado, fruto do descaso da população e do governo. Na última semana de exposição, uma imensa ilha de lixo encalhou os caiaques e alterou a composição da obra.

Ficha técnica

150 esculturas
Caiaques de plástico e remos de alumínio, manequins de plástico, roupas de tactel, parafusos e cabos de aço, cordas de náilon e poitas de concreto
3,60 x 0,78 x 1,10 m (caiaque duplo)
2,70 x 0,66 x 1,10 m (caiaque simples)

Rio Pinheiros
São Paulo, 2006

Foto: Wagner Kiyanitza

Foto: Alexandre Schneider

Foto: Eduardo Nicolau

Foto: Eduardo Nicolau

Foto: Alexandre Schneider

INTERVENÇÕES