¡ POP ! ¿ POLÍTICO ? [PSÍQUICO]:

A produção de Srur rompe as fronteiras institucionais e provoca o debate sobre os limites e desdobramentos da arte contemporânea além do circuito de museus e galerias.

Nesta seção encontram-se textos de jornalistas, críticos e do próprio artista que propõem uma leitura sobre o caminho alternativo de engajamento dele na sociedade.